COLABORAR AO INVÉS DE COMPETIR. PORQUE NÃO?

Se as coisas são tão simples, na vida diária, porque o casal se desentende, se zanga, fica ressentido um com o outro, entra em conflito com tanta frequência?

Vamos falar somente das coisas que nos levam a entrar em conflito ou nos atrapalham para resolver dificuldades, que naturalmente vão aparecendo ao longo da vida.

Desde pequenos aprendemos, por exemplo, que a vida é sofrida, difícil e conforme vamos crescendo, vamos perdendo o direito a desfrutar da nossa vida, e só vamos acumulando responsabilidades.

Aprendemos a ver o lado ruim da vida, o copo vazio, a acreditar que só existe uma verdade e que só uma pessoa pode ter razão. Assim, aprendemos a acreditar que só uma pessoa pode ter razão, como um pai, um professor ou um chefe.

Essa aprendizagem está muito ligada com a crença de que só exite um primeiro lugar, um campeão no mundo, só um primeiro lugar no quadro de honra. E lutamos e brigamos para estar nesse primeiro lugar, acreditando que só ali seremos reconhecidos, confirmados e amados, de uma maneira que não existe.

Em resumo, todos estão competindo em vez de colaborar, lutando para ganhar do outro, estar no topo e não perder. E esse comportamento se revela, principalmente, na relação amorosa.

Nós, seres humanos, aprendemos por tentativa e erro. Essa é a nossa forma natural de aprender. Se escondermos os nossos erros, perdemos a oportunidade de perceber aquilo que precisamos melhorar.

a) Você se atreveria a olhar para os seus erros, com vontade de perceber, o que você poderia mudar, para que não voltem a acontecer?

b) Imagine, você, no seu relacionamento amoroso, ao invés de "querer ter razão", "sempre estar certo", ser mais colaborador? Comece a se perceber fazendo diferente e veja o resultado. E não deixe de compartilhar comigo!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo