Nossa Família Acabou ?

Um dos maiores rompimentos quando há uma separação é justamente o desmanchar da unidade familiar como ela funciona



Com muita frequência, quando duas pessoas casadas chegam a pensar em separação, uma das primeiras coisas que assusta o casal é a possibilidade da família terminar e vem a pergunta: “nossa família vai acabar?”

Muitos nem sofrem tanto pelo afastamento do casal, pois já era algo que se esperava, foi resolvido, e têm certeza da decisão tomada, mas sofrem sim, por essa ideia de preservar a família, como algo sagrado, que não pode ser desmanchado ou mudado.

E aí percebemos como essa matriz da família é forte, e como o casal, com frequência, fica enfraquecido diante dela: na verdade, um dos maiores rompimentos quando há uma separação é justamente o desmanchar daquela família, da maneira como ela funciona. Porém, a imagem da família é tão poderosa que esse casal só se pega a pensar com o que acontecerá com a família, uma sensação de não pertencimento, falta de lugar ou tudo fora do lugar, e todos os pensamentos se voltam para esse tema: e a nossa família? O que será dela?

Ainda bem que houve mudanças! Hoje podemos ver vários formatos de famílias como pais e filhos biológicos, famílias que se separam e formam famílias recasadas, casais homossexuais que adotam filhos ou usam uma barriga de aluguel, casal que se separa e forma uma família de mãe com filhos ou pai com filhos, que são as famílias uni parentais.

Não podemos deixar de enxergar o que está acontecendo no cenário presente: as famílias estão mudando de formato, e nem por isso deixam de ser família. A partir do momento que temos um pai ou uma mãe e filhos, eles são uma família.

Assim, esses casais que por ventura ficam receosos em desmanchar um casamento acreditando que a família acabou, podem ficar mais aliviados, pelo menos por esse lado, pois a família não terminou, ela se formará de uma nova maneira, em um estilo diferente: pai com filhos ou um filho, mãe com filhos ou um filho, será uma família, com um nome até bonito, que as define como famílias, famílias uni parentais.

A família continuará em outro modelo, e serão sempre pais, mães e filhos! Unidos em várias situações, dia a dia, que serão vividas com dedicação e carinho também, mas em encontros, beijos e mãos que se apertam e apoiam em lugares outros e diversos, com novas parcerias que farão parte dessas vidas, e talvez a família até aumente com novos irmãos também! Mas tudo com amor, e por amor!

Então, não pensem que a família vai desaparecer: ela vai se reinventar, mudar de formato, aquele modelo anterior acabou, mas um novo irá se constituir através da mãe ou do pai com seus filhos, e também nos novos relacionamentos que virão. Lindo assim!

Cristina Santos 14/12/2020

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo